Páginas

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

O Amor Não Acaba

O amor não acaba, nós é que mudamos...
 

Um homem e uma mulher vivem uma intensa relação de amor, e depois de
alguns anos se separam, cada um vai em busca do próprio caminho, saem
do raio de visão um do outro. Que fim levou aquele sentimento? O amor
realmente acaba?

O que acaba são algumas de nossas expectativas e desejos, que são
substituídos por outros no decorrer da vida. As pessoas não mudam na
sua essência, mas mudam muito de sonhos, mudam de pontos de vista e de
necessidades, principalmente de necessidades. O amor costuma ser
amoldado à nossa carência de envolvimento afetivo, porém essa carência não é estática, ela se modifica à medida que vamos tendo novas
experiências, à medida que vamos aprendendo com as dores, com os remorsos e com nossos erros todos. O amor se mantém o mesmo apenas para aqueles que se mantém os mesmos.

Se nada muda dentro de você, o amor que você sente, ou que você sofre,

também não muda. Amores eternos só existem para dois grupos de
pessoas. O primeiro é formado por aqueles que se recusam a
experimentar a vida, para aqueles que não querem investigar mais nada
sobre si mesmo, estão contentes com o que estabeleceram como verdade
numa determinada época e seguem com esta verdade até os 120 anos. O
outro grupo é o dos sortudos: aqueles que amam alguém, e mesmo tendo
evoluído com o tempo, descobrem que o parceiro também evoluiu, e essa
evolução se deu com a mesma intensidade e seguiu na mesma direção.
Sendo assim, conseguem renovar o amor, pois a renovação particular de
cada um foi tão parecida que não gerou conflito.

O amor não acaba. O amor apenas sai do centro das nossas atenções. O

tempo desenvolve nossas defesas, nos oferece outras possibilidades e a
gente avança porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento
que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados
de esperar, ou esgotados da mesmice. Paixão termina, amor não. Amor é
aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for
bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não
funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa.


Martha Medeiros 



E vocês não concordam com esta crônica da Martha?? Pra mim, ela está certíssima, amor nunca acaba, nós é que mudamos com o passar do tempo...Nossos desejos e anseios já não são mais os mesmos, e depende de cada um se adaptar às mudanças do outro, ou buscar outra direção! O que não vale é ficar sofrendo, ser infeliz e deixar o outro infeliz também!! Simples assim. Ou, nem tanto!!
Desejo do fundo do meu coração, que neste feriado a paz e o amor se façam presentes em nossas vidas!! E ao invés de sofrer por aqueles entes queridos que já não se encontram na mesma estrada conosco, vamos orar por eles para que tenham muita paz, enquanto aguardamos o reencontro!! Almas afins nunca se perdem, sempre se reencontram na eternidade dos tempos...
Beijinhos de luz!!♥

8 comentários:

✿ chica disse...

Claro que concordo.Não acaba mesmo!Adoro Martha!! beijos,tudo de bom,lindo feriadão!chica

Fernanda Sartori Costa disse...

Mari,
Também acredito nisso!
Martha sempre muito sábia!
Um beijo.

Kellen Bittencourt disse...

Oii amiga, olha só posso dizer uma coisa, tomara que eu faça parte dos sortudos e que meu amor evolua comigo rsrsr bjooooss

Denise disse...

Concordo totalmente com vc. Estamos sempre mudando e descobrindo coisas e as vezes descobrimos defeitos q antes não víamos e q acabam nos incomodando a ponto de não suportarmos o tal comportamento e aí é inevitável seguir cada um o seu caminho. Muita paz!

Tunin disse...

Se cada dia regarmos a plantinha do amor, ela vai crescer, crescer e cada dia se fortalecer mais.
Abração.

Vanessa_Oliveira disse...

Concordo sim ...
se for amor de verdade,será pra vida inteira.
beijos querida ****

Suelen Muniz disse...

Oi Mari,
Mudamos todos,evoluímos e o amor também,a saudade dos queridos que se foram é uma prova disso,um amor que evoluiu.
Um ótimo final de semana,abraço,=)

Lua Negra disse...

O amor sempre cresce, nossas expectativas de olhar um determinado ângulo é que muda.

Amei "...O amor não acaba..."

Tenha um lindo domingo.
Beijocas de violeta.
Lua