Páginas

terça-feira, 8 de maio de 2012

Amigos


Soneto do amigo
Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...

(Vinicius de Moraes)

E deixo aqui uma lembrança aos meus amigos do coração!! Muita luz e paz a todos!!

Beijos da Mari!♥

3 comentários:

Renata Diniz disse...

Oi Mari! Linda mensagem. Amizade é algo muito especial. Uma flor que deve ser cultivada. Beijos!

✿ chica disse...

Que escolha linda essa!!Um beijo pra ti, minha amiga e obrigado pelo carinho,chica

Amebas na TPM disse...

Olá,
Que blog delicioso...
Amei... Cheio de paz e tranquilidade
Muito bom mesmo...
Ameba de Cá..