Páginas

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Como lidar com a ANSIEDADE?

Você se considera uma pessoa ansiosa?

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, experimentamos a sensação de estarmos ansiosos. Nos dias de hoje essa sensação é bastante comum. Ficamos ansiosos até diante da possibilidade de uma chuva forte no fim da tarde que nos impossibilita trafegar em uma cidade como São Paulo, concorda?

Mas, o que difere estar ansioso diante de uma situação específica de ser um ansioso constante?

O ansioso patológico entra em sofrimento, isto é, o seu corpo físico sofre alterações consideráveis e, na maioria das vezes, sem um motivo aparente. Por exemplo, seu corpo apresenta uma sudorese excessiva, seu estômago se contrai, a garganta fica seca, a fala fica rápida e muitas vezes confusa, a mente fica tumultuada, etc.

Já o ansioso crônico não precisa de um fato ou situação para deixá-lo assim, essas alterações podem ocorrer a qualquer momento ou hora.

Muitas vezes perguntamos a uma pessoa ansiosa se tem algo acontecendo em sua vida que justifique este estado e ela nos responde que não.

É muito comum a ansiedade provocar distúrbios alimentares. Existe aquele que comerá em exagero e aquele que suspenderá a alimentação. Também pode aparecer uma propensão a determinado alimento como a ingestão de doce, que trás uma letargia encobrindo o estado de ansiedade e dando a sensação de controle ao ansioso. Outro sintoma comum é sentir o coração disparado.

Porém, todos esses sintomas precisam ser avaliados por um profissional para o diagnóstico correto. Hoje estamos sujeitos a muitas síndromes e o diagnóstico assertivo contribui muito para o tratamento. Independente se você apresenta o distúrbio da ansiedade ou se apenas fica ansioso de vez em quando, saiba que existem algumas formas de lidar com esse estado que tanto nos incomoda.

Primeiro é importante compreender que a ansiedade aparece quando não estamos firmes em nossas vidas, isto é, quando estamos vivendo em cima do muro. ‘Não sei se quero ir para a direita ou para a esquerda’, ‘não sei se amo ou não amo’. Também aparece nos momentos em que falta clareza quando, por exemplo, você escuta a pessoa mas aquele mensagem não está clara a você. A falta de clareza com nós mesmos e para com os outros nos coloca em estado de ansiedade. Ficamos pendentes, como se o nosso espírito não estivesse encaixado em nosso corpo físico.

Quando tomamos posse de nossa vida e colocamos o que queremos em ação a ansiedade desaparece como mágica.

A ansiedade nos tira do presente, nos coloca no passado em algo que aconteceu e que não foi compreendido ou no futuro, com medo de algo que se imagina que pode ocorrer. Em nenhum dos dois momentos se está encaixado no corpo, a energia ou está no passado, ou está no futuro. Dessa forma, meu corpo está no presente sozinho.

Quando se perceber ansioso, seja pelos sintomas físicos ou porque está pensando demasiadamente no passado ou no futuro, é hora de uma ação.

Pare por um segundo e dê ordens ao seu espírito para ocupar o seu corpo. Repita a frase: ‘Eu, seu nome, estou presente aqui e agora e tomo posse da minha vida’. Faça isso três vezes.
Caso seja possível tenha um dia mais ritmado, se alimentando a cada três horas e com horários certos para se alimentar e dormir.

Procure lembrar que é um ser Divino passando por uma experiência terrena, e que qualquer coisa que dê errado, é apenas um aprendizado. Alivie sua carga. Olhe para todas as pessoas e faça a seguinte imagem: estão todos fazendo o seu melhor, faça também o seu melhor e aceite o resultado.

Agora se a sua ansiedade está em um nível acentuado lhe causando dor e sofrimento procure um terapeuta ou um psiquiatra. Existem muitos métodos eficazes para se viver uma existência tranquila e saudável mesmo na correria de hoje.

Autor: Sílvia Martins
Texto extraído do site "Renascimento"


1 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo,bem escrito e cheio de coisas que precisamos para lidar bem com ela, que muitos de nós temos...beijos,ótimo fds! chica